Segunda-feira, 27 de Agosto de 2007

Conflito

                       

"O amor só descansa quando morre. Um amor vivo é um amor em conflito." Paulo Coelho.

Discutimos porque ambos temos personalidades fortes. Não me deixo vencer e tu também não. Tens o teu orgulho e eu tenho o meu. Segues a tua opinião e eu sigo a minha. Tenho um feitio difícil mas tu não ficas atrás. Ambos nos afirmamos e não deixamos que seja o outro a decidir por nós nem a influenciarmo-nos. Quando discutimos é por coisas banais, sem significado que poderia ser esquecido e passado à frente. Mas não. Fazemos ricochete. É ver quem aguenta mais. Quem consegue aguentar até ao fim o seu orgulho…
Desta vez sei que me passei um pouco. Detesto quando não aceitas o que te digo e viras costas. Detesto quando dás a impressão de desistires só por não gostares da minha ideia, só porque já estou a ficar menos contente. E faz-se isso, vais embora. Preciso de ir atrás de ti e pedir para que não vás. Detesto! E ontem passei-me um pouco. Tenho culpa, eu sei. Não precisava de me passar daquela maneira por uma coisa sem a mínima importância. Só queria que me percebesses da mesma forma que me dizes para te perceber. Custa tanto fazeres um pouco as minhas vontades? Eu sei que ás vezes sou um pouco mandona e que gosto das coisas ao meu jeito. Gosto que me façam as vontades, ou estou sempre a pedir para fazeres…
Mas ainda bem que te tenho e ainda bem que és assim. Porque só assim é que o nosso amor dura. Só assim é que te amo. Não conseguiria namorar nem amar alguém que me fizesse tudo. Que me fizesse as vontades todas. Que não me desse luta como me dás. Que tem coragem para se revoltar e dizer-me que estou mal. Dás-me pica e ainda bem. É certo que sofremos e dizemos coisas que nos magoam. Mas quem não sofre numa relação? Quem ama sofre. E quem sofre ama. E eu amo-te mesmo sofrendo e mesmo passando-me com o feitio um do outro.

Publicado por meusrefugios às 17:22
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds