Domingo, 20 de Dezembro de 2009

Amo-te. Sabias?

 

Ontem percebi que te amo mesmo. Que és o tal. Não sei se foi por sentir que não me devias explicações como eu não te devia a ti. Só sei que me senti bem ao teu lado, mesmo só como amiga. Senti que me amas. Senti que me proteges. Que me olhas. Que me admiras. Que te preocupas. Que me desejas. Senti que não tinhas obrigação de fazer nada e sei que as coisas te saíram espontaneamente. Senti que pertencemos muito mais que imaginava um ao outro. Senti que sei muito de ti como sabes de mim. Senti que é para ti que o meu olhar se dirige. Senti o teu carinho que não tenho sentido, ou não me tenho permitido sentir.

Ontem todas as dúvidas foram embora. Ontem percebi o que é o verdadeiro amor. O teu convite para o jantar, mesmo sabendo que ia como tua amiga, mostrou-me o teu lado humano. Mostrou-me que gostas da minha presença, da minha companhia sem obrigações ou coisa parecida. E isso fez-me bem. Senti-me bem. Estando ao teu lado, ali como qualquer amigo naquele jantar, naquele teu mundo, senti que pertenço a esse mundo. Que me identifico. Senti que me queres ao teu lado. Senti que , acima de tudo, sei ser tua amiga.

Senti, e sei que me queres como já não sabia. Culpa minha por vezes, porque me prendo muito a acontecimentos e não a demonstrações de amor. E demonstração que mesmo não querendo foi feita, por mim, mas principalmente por ti.

 

Amo-te. sabias? Mesmo quando não sei demonstra-lo, ou não sei deixar as coisas sem importância de lado, ou não consigo ser carinhosa contigo, ou quando não aceito as tuas explicações… Mas amo-te, e obrigada por ontem me teres demonstrado isso.

 

 

 


Publicado por meusrefugios às 23:56
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds