Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Para ti que dizes que posso esquecer-te

 

 

 

Fazes tanto parte da minha vida que não sei o que é não te ter. Estou tão habituada a ter-te aqui que não imagino a minha vida, o meu dia a dia, sem ti. Não imagino ter algo pra contar e não ir contar logo a ti, ter uma opinião a pedir e não te pedir a ti, querer um colo e não ter o teu, querer um sorriso e não ter o teu, querer simplesmente uma presença sem conversas e não ser a tua, querer que me levantem e não seres tu a levantar e a limpar-me as lágrimas. Querer que me apoiem e não seres tu o primeiro a faze-lo… Como posso imaginar algo sem ti? Como posso viver sem ti, se é a ti que quero? Como posso viver sem ti se tudo o que faço penso em mim sem deixar de pensar em ti, em nós. Tudo na minha vida tem o teu toque. Tudo o que me rodeia tem parte de ti.

Como posso seguir a minha vida sem ti? Tu, tu que és o meu namorado, o meu melhor amigo, o meu confidente, a pessoa que me conhece melhor nesta vida, a pessoa que sabe o que estou a sentir, a pessoa que sabe me amar quando menos mereço, a pessoa que me perdoa mesmo sabendo que voltarei a errar, a pessoa que mais paciência tem comigo, a pessoa que me ensina a namorar, a pessoa que me mostrou o mundo, a pessoa que me faz sentir amada, a pessoa que me ensinou a viver, a viver a vida com um grande sorriso, a amar a vida, a amar as coisas banais que são as mais importantes de todas.

A pessoa que me encontrou e conquisto. A pessoa que me viu por dentro. A pessoa que sei que vai estar sempre aqui para mim…. E estou tão habituada a ti que me esqueço de agradecer pelo bem que me fazes. Esqueço-me de dizer que tb estou e vou estar sempre aqui para ti.

Esqueço-me de te dizer tudo o que significas para mim, mas esquecer-me de ti? Nunca. Porque te amo e sei que és a minha cara metade, o meu grande amor. E grandes amores nunca são destruídos…

 


Publicado por meusrefugios às 18:08
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds