Quarta-feira, 11 de Julho de 2007

O que se passa comigo?

  
                            
Porque me sinto tão em baixo e nada melhora o meu estado de espírito? Devia andar nas nuvens. Devia andar feliz com a vida e com todos. Afinal estou quase de férias. Afinal tenho o que queria. Tenho o que pedia. E continuo a queixar-me. Continuo a lamentar-me. Continuo a estar triste. Continuo a nada me satisfazer. Continuo a mandar vir com todos. Continuo a não estar satisfeita com nada…
Sim amor, continuo a mandar vir contigo, continuo a não ter tempo para ti. Não sei, não tenho explicação para isto. Sinto-me em baixo, mas não faço nada para melhorar. Nem quero nem consigo. Sinto-me triste e não sei explicar.
Parece que sai de mim, parece que deixei de ser eu. Deixei de ter vontade de lutar pelas coisas. Deixei de ter vontade de ser feliz e tentar que tudo corra bem. Faço completa-me o contrário. Mando vir e não dou atenção às pessoas que merecem. Às pessoas que amo e que quero bem.
Ando stressada comigo mesma, ando revoltada comigo e com o mundo. Sinto-me a cair num buraco, num buraco bem fundo e não quero ajuda. Não amor, não adianta que faças de tudo para me por mais feliz, sou mesmo assim, quando chego ao buraco não deixo que ninguém me ajude a subir. Tenho que cair bem no fundo, bater com a cabeça e depois por mim conseguir sair. Sou teimosa, eu sei. Sou complicada, eu sei. Tanto estou felicíssima como estou muito mal, eu sei. Às vezes consigo ser muito fria contigo, eu sei. Perguntas porquê, amor? Não sei… Hoje não tenho respostas para ti… Estes dias nem eu me percebo, e não quero tentar perceber… Queres que desabafe amor? Não consigo… Queres que te ame? Mas eu amo… Já não vês? Não queres assim? Não queres viver assim? Queres pensar? Porquê amor? Eu amo-te, não vês?
Queres que mude? Eu sei! Consigo? Não sei? Vou tentar? Vou! Vou lutar para ser uma pessoa melhor, não pelo que ouvi de ti, não pelo que possas pensar, não para não me deixares. Mas por mim! Sim, por mim amor… Porquê? Estou farta de mim assim…
 
 
 

Publicado por meusrefugios às 01:28
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds