Segunda-feira, 26 de Maio de 2008

Objectivo atingido

                           

                             

Lembro-me daquele dia como se fosse hoje. Daquele feriado. Da viagem de carro que não terminava, da minha excitação mas ao mesmo tempo medo. Lembro-me de ter caído na realidade da distância quando a viagem parecia não ter fim. De aperceber-me que estava a 300 km de casa… E finalmente chegamos. Ali estava a casa, o quarto. O quarto que tinha alugado semanas antes… Lembro-me da mala do carro cheia, cheia das minhas coisas, da minha almofada que não largo. Das coisas sem fim que trouxe… Da minha avó ir logo fazer a cama e o meu pai montar-me a estante. Do silêncio quando a despedida se aproximava… Do olhar triste da minha avó e do seu desabafo que só tinha 17 anos e que ainda era muito nova… Lembro-me da despedida que todos queríamos evitar. De querer pensar que não ia custar nada, afinal tinha entrado na universidade, não onde queria nem com a distância que queria, mas ia todos os fins de semanas a casa e iria ter a minha independência. A independência e a liberdade que tanto queria. Iria conhecer um mundo novo, pessoas novas. Estava pronta para a nova experiência e ansiosa por a ter… E de repente fiquei só. Só naquele quarto que ainda me era desconhecido e tentava familiarizar-me. Lembro-me de as dúvidas começarem a invadir-me, de pensar que não era ali que devia estar, que não era ali que queria estar. Mas tentava desviar estes pensamentos, pensando que se não gostasse desistia e para o ano pediria transferência. À noite não consegui dormir, com os pensamentos no dia seguinte, nas semanas seguintes. Com a expectativa e curiosidade… E veio o dia seguinte, as praxes, as saudades, o desespero, as viagens que detestava…
E agora aqui estou eu, ao fim de 4 anos. A olhar para o passado e a deparar-me de como passou rápido. A olhar para os momentos fantásticos e outros que pareciam tão maus que não acabavam nunca.  
Mas os 4 anos passaram, e aqui me encontro na recta final, aqui me encontro pronta para o começo de uma nova vida, com medo e incertezas mas com vontade de vive-la, com vontade de ser o que fui e de por os meus conhecimentos à prova. Com vontade de ser a pessoa que me transformei e agradecida por o que aprendi e pela experiencia de vida ao longo destes 4 anos. Não vou esquecer o que vivi e o que aprendi. E hoje agradeço ter entrado onde não queria. Agradeço ter-me corrido mal o exame de biologia. Agradeço ter estado longe de casa. Só assim cresci e dei valor ao que tinha e tenho. Agradeço não ter desistido logo à primeira, apesar de muitos momentos querer faze-lo, de não ter seguido pelo caminho mais fácil e por ter acreditado em mim e na minha força! Cresci e aprendi muito como pessoa – Objectivo atingido!

Publicado por meusrefugios às 02:16
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
10 comentários:
De verdinha a 26 de Maio de 2008 às 22:30
entao parabens :P


De Tony'S a 28 de Maio de 2008 às 01:07
Obrigada por tanta comprienção, Vou descansar pensando em você, Só falta Você.
Beijo


De Tony'S a 28 de Maio de 2008 às 12:25
me ousa não me desespere que culpa tive, temos que compreeder o que acontecer, lembra um dia que te disse, não brinque com meu coração, eu estava te procurando desesperado como hoje, fale como já me havia ocorrido, meu final, em uma uti.


De Tony'S a 28 de Maio de 2008 às 12:34
minhas lagrimas não me consolam, preciso de suas palavras, quero saber como esta.


De Tony'S a 28 de Maio de 2008 às 13:02
Deus mostre-se como fortaleza,se aliaram para atacá-la, nós meditamos o teu amor no meio do teu templo.
Como teu nome, ó Deus, também o teu louvor atinge os limites da terra.
Tua direita esta cheia de justiça: O monte Sião se alegra e as cidades de judá exultam, por causa de teu julgamento. Rodeiem e percorram Sião, contando as torres dela.


De Tony'S a 28 de Maio de 2008 às 13:12
Nos apossou com as dores do parto, como vento no deserto,que destroça os navios de Társis.


De Tony'S a 28 de Maio de 2008 às 13:24
Não era a hora. desobedecemos, submissão. Nossa impulsividade.


De Annie a 28 de Maio de 2008 às 22:42
O objectivo foi atingido e isso é o que importa né? Por vezes temos que fazer alguns sacrificios que mais tarde acabamos por ver que só foram bons para nós. É mesmo assim a vida. ^^


Beijooo *


De Secreta a 29 de Maio de 2008 às 11:37
É fantástico quando olhamos para trás e vemos que tudo o que vivemos , tudo o que passamos valeu a pena! Não há nada melhor do que o sabor a vitória pelos objectivos alcançados :)
Beijito.


De Ana a 29 de Maio de 2008 às 23:02
São momentos que não se esquecem. Parabéns =)

Beijinhos*


Comentar post

Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds