Segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2008

Admiro

                                     

Admiro-te, amor. Admiro essa tua compreensão. Essa tua calma que me acalma. Esse teu bom coração que contagia o meu. Essa tua ternura que às vezes me faz sentir fria. Admiro essa tua vivacidade que me faz querer senti-la e toma-la para mim. Admiro esse poder que tens em mim. Admiro-te por conseguires amar-me quando nem eu me amo. Por conseguires abrires-me os olhos quando me sinto mal e sou má para ti e para todos. Por conseguires compreender-me quando nem eu sou capaz. Admiro a tua coragem em conseguir travar as nossas discussões. A forma como apaziguas as coisas. Admiro a tua sabedoria. Admiro esse teu optimismo que às vezes me faz ser pessimista. Admiro a tua frontalidade. Admiro a confiança que depositas em mim. O sonho que tens em casar comigo. Admiro-te, por me admirares. Admiro-te por me amares. Por conseguires esquecer os nossos maus momentos. Por conseguires fazer-me feliz. Por conseguires mostrar-me o que é o verdadeiro amor. Admiro a forma como olhas para mim. Admiro o teu desejo por mim. Admiro os teus planos para nós. Admiro tudo de bom (e acredita que é muito) que despertas em mim. Admiro-te, por seres tu e por me amares assim, do jeito que sou, uma pessoa que às vezes dramatiza e consegue ser um pouco infantil, mas mesmo assim consegues amar-me e fazer-me crescer.

Admiro a forma como me defendes. A tua capacidade de me ver qualidades. A forma como me alertas dos meus erros. A tua capacidade de encontrar soluções para tudo. A tua boa disposição. Admiro-te. Admiro essa pessoa que és e que não deixas de ser.

 


Publicado por meusrefugios às 01:12
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds