Domingo, 10 de Fevereiro de 2008

Quando?

                                                  

Quando vou ser capaz de olhar para mim e só para mim? Quando vou ser capaz de deixar de me preocupar tanto contigo? Quando vou ser capaz de te dizer não? Quando vou ser capaz de ser feliz por mim e para mim? Quando vou ser capaz de viver a minha vida sem medo? Quando vou deixar de depender tanto de alguém? Quando vou deixar de me ligar tanto a ti? Quando vou deixar de fazer tudo por ti? Quando vou deixar de depender tanto de ti? Quando vou deixar que os nossos problemas influenciem tanto a minha vida? Queria ao menos não me importar com coisas mínimas e seguir em frente. Queria ao menos deixar de depender assim tanto de alguém. Queria ao menos desligar um pouco sem pensar constantemente em ti e no que nos acontece. Quando vou aprender a não amar tanto e depositar tanto de mim nas pessoas? Quando vou conseguir não pensar tanto? Quando vou conseguir deixar o tempo passar sem dramatizar e pensar mal? Quando vou deixar de exigir  tanto de ti? Quando vou conseguir não levar tão a peito algum erro teu? Quero mudar a minha maneira de amar. Quero deixar de sofrer tanto. Quero conseguir distanciar as coisas um pouco. Quero pensar mais em mim, porque mereço isso. Mereço preocupar-me mais comigo do que connosco. Mereço. Todos merecem, todos precisamos de o fazer. E alguns fazem-no tão bem…

Só queria deixar de dar tanta importância ou ficar chateada com coisas banais e sem importância… Mas gosto de amar assim, gosto de dar tudo de mim. Gosto de me entregar a ti. Gosto de ser tua e só tua. Da entrega de corpo e alma. Gosto de um amor vivo e em chamas. De uma amor de tudo ou nada. Gosto desta intensidade de sentimentos. Deste amor verdadeiro e verdadeiramente vivido. Só assim sei amar e só assim é que é amar!


Publicado por meusrefugios às 21:23
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds