Sábado, 17 de Novembro de 2007

Sem

                         

Andei apavorada. Não consegui pensar em mais nada. E mais nada me vinha à cabeça se não a imagem do tumor renal. Desse tumor renal que apareceu a um familiar meu. Esse nome que me era tão conhecido como tantos outros lá pelo estágio como pela universidade. Esse nome que quando falavam não me dizia nada e era mais uma doença como todas as outras. Mas não foi o tumor que me preocupou, mas os avanços que já poderia ter. Não me preocupava que ele tivesse que tirar o rim, mas o que poderia vir a seguir, e a seguir… E tudo me deixou nervosa, sem energias, sem sorriso, sem paciência, sem coragem, sem alegria, sem determinação e com lágrimas nos olhos. Sem cabeça para mais nada e sempre a pesquisar tudo o que poderia vir a acontecer.

Abalou-me porque é meu familiar, meu tio, meu padrinho. Como poderia uma coisa destas estar a acontecer? Não fiz mais nada se não andar com ele e com esse mal dito tumor no pensamento… Como a nossa sorte pode mudar assim de um dia para o outro sem aviso? Como este mundo é feito de surpresas desagradáveis quando menos esperamos e quando tudo anda tão bem? Odiei o mundo. Odiei Deus. E tudo que me apareceu à frente...

Hoje sei que, pode ser um dos maiores sustos da minha vida. Um dos maiores sustos que a minha família passou. Hoje sei que afinal há esperança. Hoje sei que, há hipóteses de sobrevivência. Hoje sei, que pode não se ter alastrado como temia, e o tratamento é possível. Hoje sei que, temos que ter esperança. Hoje sei o quanto a minha família sofre com o sofrimento de um membro da mesma. Hoje sei a família que somos, e o tão unidos que somos. Hoje sei que, sem a minha família não sou ninguém. Preciso de ti, preciso de todos. Todos.

Hoje sei que, é preciso esperar e ter força para encarar os resultados. Hoje sei como a vida nos trama e consegue dar uma volta de 360º.

Hoje sei o que sofro com isso. E que ainda tenho para sofrer…


Publicado por meusrefugios às 23:01
Link do post | Adicionar aos favoritos
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.


Mais sobre mim

Pesquisar neste blog

 

Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11

15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Refugios recentes

Apagar blog

Porque fazemos mal a nós ...

November

Sabe bem

...

Tudo passa a nada

5 anos

Tenho saudades tuas…

Já foi mais fácil ficar s...

Se podia viver sem ti?

De volta à realidade…

Magoaste-me…

...

2010

Há algo em ti

Amo-te. Sabias?

Porque complicamos tanto?...

Preciso...

A nova fase

:)

Sem tempo

Encontrei-me?

Serei?

A seguir em frente

Há vida lá fora

...

Nada compatíveis

A sorrir!

Para ti que dizes que pos...

...

Arquivos

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

tags

todas as tags

Outros Refugios

subscrever feeds